Resultado de imagem para protect yourself from UV rays and fading

Com a recente ênfase na proteção necessária para evitar o câncer de pele, a maioria de nós sabe os danos causados pela radiação ultravioleta (UV). Além do câncer de pele, os raios ultravioleta (UV) são os principais responsáveis desbotamento de pisos de madeira, tapetes, cortinas, móveis e objetos de decoração.

Além dos raios ultravioleta (UV), há outros dois fatores principais que causam o desbotamento: a luz visível e o calor.

A instalação de películas de controle solar é ideal para proteção contra o desbotamento causado pela radiação solar. Além bloquear os raios ultravioleta, é possível reduzir o calor e a luz visível de acordo com a necessidade de aplicação.

UTILIZAÇÃO Muitas lojas de roupas e calçados já utilizam películas de controle solar nos vidros das vitrines para bloquear os raios ultravioleta (UV) e proteger as mercadorias contra o desbotamento.

A maioria dos museus e galerias de arte em prédios históricos utilizam a película de controle solar com o objetivo de proteção das obras de arte contra os efeitos irreversíveis da radiação ultravioleta em obras de arte.

Esse é um grande reconhecimento da eficácia das películas de controle solar em situações de máxima exigência.

DESBOTAMENTO O desbotamento é algo que não pode ser totalmente eliminado. Até mesmo a iluminação de lâmpadas artificiais causa o desbotamento. Nos casos de vitrines de lojas, iluminação de obras de arte, é importante o uso de lâmpadas adequadas. O uso de película de controle solar é uma forma efetiva de diminuir a velocidade do desbotamento.

SAÚDE O uso de película de controle solar contribui para a prevenção contra o câncer de pele pois a radiação ultravioleta é uma das principais causas do câncer de pele.​

Exposição à Luz Ultravioleta (UV): A radiação ultravioleta (UV) é um importante fator de risco para a maioria dos melanomas. A luz solar é a principal fonte dos raios UV. As lâmpadas e camas de bronzeamento também são fontes de raios UV.

Pessoas que recebem muita exposição à luz dessas fontes tem maior risco para desenvolver o câncer de pele, incluindo o melanoma.

A radiação ultravioleta é dividida em 3 faixas de comprimento de onda:

1- Raios UVA provocam o envelhecimento das células e podem causar algum dano ao DNA das células. Eles estão associados ao dano de longo prazo da pele, como rugas, mas também se considera que eles desempenhem um papel em alguns tipos de câncer de pele.


2- Raios UVB podem provocar o dano direto ao DNA, e são os principais raios que causam as queimaduras solares. Também é considerado que eles causam a maioria dos tipos de câncer de pele.


3- Raios UVC não atravessam a nossa atmosfera e, portanto, não está presente na luz solar. Normalmente, eles não causam o câncer de pele.

Embora os raios UVA e UVB constituam somente uma porção muito pequena dos raios solares, eles são a principal causa dos efeitos prejudiciais do sol na pele. Os raios UV danificam o DNA das células da pele.

Os cânceres de pele começam quando este dano afeta o DNA dos genes que controlam o crescimento das células cutâneas.

Os raios UVA e UVB danificam a pele e causam o câncer de pele. Os raios UVB são uma causa mais potente de pelo menos alguns tipos de câncer de pele, porém com base no que é conhecido atualmente, não existe raio UV seguro.

A quantidade de exposição UV que uma pessoa recebe depende da força dos raios, da duração de tempo que a pele é exposta e se a pele está protegida com roupas ou filtro solar.

Imagem relacionada

A natureza da exposição UV pode desempenhar um papel no desenvolvimento do melanoma. Muitos estudos associaram o desenvolvimento do melanoma no tronco (tórax e costas) e pernas a frequentes queimaduras de solares (especialmente na infância).

O fato dessas áreas não serem constantemente expostas à luz UV também pode ser importante. Alguns especialistas acreditam que os melanomas nessas áreas são diferentes daqueles no rosto e pescoço, onde a exposição solar é mais constante.

E diferente de qualquer um desses são os melanomas que se desenvolvem nas palmas das mãos, solas dos pés, sob as unhas ou nas superfícies internas, como boca e vagina, onde houve pequena ou nenhuma exposição solar.